ACHMG
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
1

Baependi

Região das manifestações

História e Palavra do Prefeito

História de Baependi

 

As primeiras referências sobre o território que atualmente compreende o município de Baependi datam dos primeiros anos do século XVII.

Quanto ao povoamento,uma antiga tradição diz que, em 1692, Antonio da Veiga, seu filho João da Veiga e Manuel Garcia partiram de Taubaté rumo ao sertão para captura de silvicolas.Depois, atraídos pela notícia da descoberta de ouro naquelas paragens, outros colonizadores começaram uma pequena povoação, a que denominaram Baependi.

Sabe-se que entre os primeiros povoadores estão Tomé Rpdrigues do Ó e sua esposa.

Tomé construiu uma casa no local denominado “Engenho”e ergueu uma capela sob a invocação de N.Srª. do Montserrat e, é por isso considerado o fundador da cidade.

Com seu falecimento em 1741, suas terrar foram divididas em glebas entre seus filhos.

Uma das filhas de Tomé Rodrigues, e seu marido fizeram doasção do terreno da Freguesia de Santa Maria de Baependy, onde foi edificada a Matriz de N.Srª.do Montserrat.

A denominação freguesia, do ponto de vista eclesiástico, significava povoamento, e Baependi já era paróquia desde 1723.

Em 1814 o arraial foi elevado à categoria de vila COM DENOMINAÇÃO DE Santa Maria de Baependy.

Em 1855 foi criada a Comarca de Baependi, da qual também faziam parte Aiuruoca e Cristina.

A emancipação político-administrativa aconteceu em 2 de maio de 1856, quando Baependi foi elevada à categoria de cidade.

A origem do topônimo Baependi é controvertida.Em antigos roteiros, documentos e notadamente nas primeiras cartas de sesmarias, o nome aparece grafado como “Maependi ou Maependy” que, segundo alguns, seria o som do vocábulo dito na língua

Tupi: bárbara e bela.

O nome tem outras versões. Dentre as várias versões para o nome Baependi, a que foi disseminada e a de cunho mais popular é a que traz a tradução: “ Que Gente é a Tua?”.

Palavra do Prefeito

Ao assumir a função de prefeito, em 2017,  trouxe comigo o desafio de fazer Baependi retomar o crescimento e se transformar em um município com grande desenvolvimento humano e sustentável em equilíbrio com o meio ambiente e a justiça social.

 

Sei que grandes conquistas são possíveis quando temos equipes preparadas, que atuem de forma a buscar sempre a melhoria da qualidade dos serviços prestados, e nosso foco serão as áreas de educação, turismo e saúde.

 

Nossa cidade possui um enorme potencial turístico que necessita ser fomentado de maneira equilibrada e sustentável. Baependi reúne vocações que refletem o seu potencial competitivo enquanto destino turístico, e temos na articulação de nossos segmentos prioritários o Ecoturismo, o Turismo de Aventura, o Turismo Rural, Cultural, além do turismo gastronômico, uma oportunidade de despontarmos no cenário do turismo nacional.
A nossa proposta de gestão pública, é moderna e necessita ser compartilhada e participativa. A realidade da atual administração é de dificuldades, como na maioria dos municípios brasileiros, e a palavra chave da nossa gestão é parceria.

Cumprir nossa proposta de governo é uma prioridade, pois nela está contido o caminho para a promoção de uma grande transformação no conceito de administração pública municipal.

Acredito plenamente no potencial desta cidade e na capacidade da nossa população, formada por pessoas trabalhadoras, por isso trabalho com orgulho por Baependi almejando Novos Tempos e Novas Conquistas.