ACHMG

Barão de Cocais

Região das riquezas

Arte e Cultura

Artesãos e Artistas Plásticos


José Geraldo Oliver


Atleta, desenhista e artista plástico. Participou de mostras de arte nos Estados Unidos, São Paulo, Curitiba, Goiânia, Brasília, Porto Alegre, Belo Horizonte, dentre outros locais no Brasil.

Foi jogador profissional do Metalusina e da USIPA (Ipatinga). Ex- desenhista da CIPA da Usiminas. Atualmente, possui um atelier no distrito de Cocais.


José Aparecido de Moraes - Leco


Jose Aparecido de Moraes nasceu em Barão de Cocais, no dia 11 de Janeiro do ano de 1959. Filho de Moacyr de Moraes Coutinho e Cecy Mercês de Moraes. Desenhando desde criança, seus trabalhos escolares já chamavam a atenção pela qualidade artística de suas ilustrações.

Para ajudar sua família, começou trabalhar muito cedo, motivo de não ter concluído seus estudos. A sua primeira aparição como artista foi em 1984 durante a lª Feira Cultural de Barão de Cocais, realizada no Salão Nobre da Prefeitura Municipal, onde apresentou pintura em pequenos tacos de madeira. Sob a orientação do pintor Tarcísio de Santa Bárbara, desenvolve seu potencial passando a pintar a óleo sobre tela e a fabricar suas próprias telas. Humilde, simpático, Leco cativou também José Geraldo Oliver pintor de fama internacional, que passou a orientá-lo sobre técnicas de pintura.

Participando, como voluntário, da equipe de restauração do teto da Igreja Matriz de São João Batista, Leco aprendeu técnicas novas que empregou em suas obras primitivistas.

Contato: Rua José Raimundo de Moraes, 27- São Miguel - Fone: 3837-1312

Músicos

 

BANDA DE MÚSICA SANTA CECÍLIA

Toda Banda de cidade pequena faz parte da história de sua cidade. Nasce, cresce, integra-se, confunde-se com sua história.

A de Barão de Cocais não foge à regra. A sua criação data da época do Arraial de São João do Morro Grande (nome primitivo de Barão de Cocais). Teve várias denominações como Banda São João Batista, Corporação Musical Santa Cecília, entre outros. Em abril de 1905, o vigário de então, Padre Antônio Maria Telles de Menezes, convidou um grupo de amigos e fundou uma banda. Em 1915, a banda passou por uma crise e interrompeu as suas atividades. Nesta ocasião surgiu o maestro-compositor João Rosa de Lima, assumindo a regência, dando novo impulso à banda. Durante anos desenvolveu um excelente trabalho musical, reunindo várias composições que até hoje figuram nos arquivos da Banda. Sob a presidência de Raimundo Vital é comprado o terreno da sede da corporação, que é construída na década de 50. O atual Presidente J. D. Vital, filho de Raimundo Vital Francisco.

Nos festejos tradicionais realizados em Barão de Cocais, como a Festa do Padroeiro da cidade, São João Batista, 24 de junho, nas solenidades da Semana Santa e outras, a presença da Banda de Música Santa Cecília é indispensável.

A Banda também já tocou e encantou homens ilustres que visitaram Barão de Cocais como os ex-governadores Hélio Garcia, Juscelino Kubitschek de Oliveira, Benedito Valadares, Tancredo Neves, Magalhães Pinto, entre outros. O seu repertório é composto de músicas popular, sacra, clássica, dobrados e marchas.

A Banda é composta por instrumentos de percussão (tarol, jango, prato, surdo); sopro (clarinete pistão, contrabaixo - mi-bemol e si-bemol, saxofone - alto e tenor -, e requinta (instrumento agudo).

Apesar de sua longa folha de serviços prestados à arte, música e história de Barão de Cocais, a Banda só conquistou sua personalidade jurídica em março de 1969, quando os seus estatutos foram aprovados em assembléia geral.

A Banda vem participando de encontros de bandas pelo interior do Estado, em cidades como Esmeraldas, Caetés, José de Melo (Nova União), etc. Já gravou um disco, produzido pela Quilombo (produtora do cantor Milton Nascimento).

Contato: Sede: Av. Getúlio Vargas, 205 – Centro - Fone: 3837 - 6838

CORAL IOLANDO DOS SANTOS

O Coral “Iolando dos Santos” foi criado na década de 70 pela compositora e professora de Educação Musical, Lygia Maria Silva. Seus primeiros componentes vieram do extinto Coral da Banda de Música da década de 60, sendo o seu nome uma homenagem prestada ao músico, compositor e maestro regente, por mais de 30 anos, da Banda Santa Cecília. Passando por várias formações até os dias de hoje, tem como Diretoras Lygia Maria Silva e Ivete Hosken e como Regente Inah Maria Silva. Apresentam-se em vários eventos na comunidade e do seu repertório constam músicas sacras, serestas, músicas populares e folclóricas.

Contato: Av. Wilson Alvarenga, 315 – Viuva – Fone: 3837-1501

CORAL “SEMENTES”

Nasceu do Projeto “Música na Escola”, criado pela Secretaria Municipal de Educação de Barão de Cocais. Este projeto floresceu na Escola “Capim Cheiroso”, dando origem ao Coral Sementes, que sob a regência de Públio Alves Batista Araújo, tem um repertório variado.

Contato: Rua João Raimundo da Silveira – Capim Cheiroso - Fone 3837-6677

CORAL “QUERUBINS”

Surgiu de uma iniciativa das Obras Sociais da Paróquia de São João Batista e tem como objetivo dar oportunidade a jovens e crianças de baixa renda a fim de preencher o tempo ocioso, o que reduz a marginalidade e resgata a dignidade na vida. Atualmente o projeto conta com aulas instrumentais: teclado, flauta, viola e violão, além da técnica vocal e canto coral. O projeto ainda conta com o apoio da Gerdau Barão de Cocais.

Canto Coral e Técnica Vocal: Maestro Tito Lazarino dos Santos

Instrumental e Teoria musical: Sônia Aparecida Fernandes

Repertório: Música erudita.

Contatos: Praça Mons. Gerardo Magela, Centro - Fone: 3837-1766

GRUPO DE SERESTA “BARÃO AO LUAR”

Formado por amantes da boa música, tem como coordenador o Juiz de Direito Dr. Wellington Reis Braz, e se apresenta em festas e eventos.

Contato: Rua Nevio Verdolin – Vila Brandão - Fone: 3837-2670

Teatros

 

Grupo Teatral Art&Riso

Composto por 30 integrantes o grupo teatral nasceu da vontade de ver renascer a cultura teatral em nossa comunidade. Com a representação de peças infantis, cômicas, dramáticas e educativas o Grupo Art & Riso vêm alcançando grande projeção em suas produções com apresentações no Teatro Paroquial e em escolas, empresas, etc. Seu sucesso se deve à qualidade de suas peças e à criatividade de seus componentes na organização dos cenários e figurinos.

Contato: Rua Des. Moreira dos Santos, 192 – São Benedito - Fone: 3837-1755
Associação Pro Cultura
Grupo Änimä – Cia da Arte
Biblioteca Comunitária D. Lulu Vital
Av. Getulio Vargas, 404 - Fone: 3837-3283
Contato: Marden Antônio Assis

ONG. Juventude Viração

Pça Monsenhor Gerardo, nº 112 – Centro
Fone(31) 87844393
Contato: Sabino da Anunciação Penna
Email: ongjva@yahoo.com.br

ESCRITORES - POETAS - AUTORES

Nilton Soares Pereira

Poeta, compositor e escritor. Ex-oficial da Aeronáutica, Piloto Civil. Como poeta, participou dos livros de antologias, "Trovadores Brasileiros" e “Poemas e Poetas”. Escreveu contos em "Dezcasos da Vida" e o romance "Os Escritores de Pedra Pintada". O último livro publicado foi "Aviação: instinto e paixão". Gravou um CD de músicas, revelando-se um ótimo letrista.

José Aparecido de Moraes - Leco.

O poeta e pintor Leco é natural de Barão de Cocais. Lançou os livros “A verdade do Poeta” e “O Mensageiro”.

Carmem Dias Almeida

Escritora, psicopedagoga. Natural de Ipoema, distrito de Itabira, mudou-se para Barão de Cocais com poucos anos de idade. Formou-se em Pedagogia e fez pós-graduação em psicopedagogia em BH. É membro da Academia Municipalista de Letras de Minas Gerais.

Ferrucio Werdolin Filho

Poeta, escritor, ator, artista plástico. Formado em Belas Artes na UFMG, é autor de vários livros infantis ilustrados por ele. Ator de teatro e cinema, Ferruccio participou de várias mostras de arte. Ainda, publicou poemas no Suplemento Literário do Jornal de Minas Gerais.

J. D. Vital

Jornalista, escritor, membro do CEPO-MG - Centro de Cronistas Políticos e Parlamentares de Minas Gerais. Repórter do Diário de Minas, O Globo e Estado de São Paulo. Foi chefe da Assessoria de Imprensa e Relações Públicas dos Governadores Tancredo Neves e Hélio Garcia. Seu mais novo trabalho intitula-se: “Quem Calçará as Sandálias do Pescador?” Foi um dos criadores da Festa dos Pés-de-Pomba em 1974. Atualmente é diretor de Comunicação Social da CBMM e presidente da Banda de Música Santa Cecília de Barão de Cocais.

Lygia Maria Silva

Professora de música, compositora e poetiza, Lygia Maria Silva nasceu em Ponte Nova em 24 de fevereiro de 1919. Filha de José Raimundo da Silva e Idalina Augusta Silva, aos cinco anos recebeu como presente de sua mãe, um bandolim, seu primeiro instrumento musical que aprendeu a tocar, sem professor, “de ouvido”.

Mudou-se para Barão de Cocais no dia 19 de fevereiro de 1944. Foi uma das criadoras do Grupo Teatral LIED que marcou época na cidade, promovendo memoráveis apresentações teatrais com artistas cocaienses. Para estes espetáculos escreveu peças, scripts para ballet’s, compôs músicas e paródias. Como poetisa compôs diversos poemas e trovas publicadas no “Caderno Feminino” de O Jornal e foi colaboradora da Revista “A Cigarra”, ambos dos Diários Associados, e de programas radiofônicos da Radio Nacional do Rio de Janeiro. Lygia toca piano, órgão e vários instrumentos de corda. Compôs três Missas, dois Te Deum, vários Motetos (pequenos trechos de música sacra polifônica), e o Hino ao Padroeiro São João Batista.

É também, autora e compositora dos Hinos do Instituto Cultural “Gercina Roscoe”, da E.E. “Cel Cancio”, da E.E. “Odilon Behrens”, da E.E. “José Maria de Morais” e do Hino Oficial da cidade de Barão de Cocais, aprovado pela Lei Municipal 637 de 31 de maio de 1985.

Lygia faz parte da Academia Municipalista de Letras de Minas Gerais e recebeu o Título de Cidadã Honorária de Barão de Cocais.

Regina Célia Gonçalves

Nasceu em Barão de Cocais, Minas Gerais, em 27 de outubro de 1.968. Vivendo com sua família em sua cidade natal, foi aí também que consolidou toda a sua formação básica, no Instituto Gercina Roscoe (Magistério) e na E. E. José Maria de Morais, onde, além de cursar o ensino fundamental, formou-se em secretariado.

Elegendo a cidade vizinha de Monlevade para “campus” de sua formação superior, matriculou-se no Instituto de Ensino Superior de João Monlevade (FUNCEC), onde cursou Letras.

Iniciou sua produção literária publicando trabalhos esparsos na imprensa local. Gangorra, seu primeiro trabalho de fôlego, vem sendo aplaudido pelo que é lírico itinerário dos caminhos da existência, dos sentimentos e das circunstâncias. Regina Célia é a atual Secretária de Cultura do Município de Barão de Cocais.