ACHMG
0
0
1

Congonhas

Região das artes

Publicada em: 23 de maio de 2018

Congonhas participou hoje da Missa Solene na cidade portuguesa de Matosinhos


Congonhas participou hoje da Missa Solene na cidade portuguesa de Matosinhos, ocasião que marcou o retorno do acordo de geminação entre as duas cidades.

Eucaristia Solene

Presidida pelo Bispo Auxiliar do Porto, Dom Pio Alves, na Igreja Paroquial, em dia de feriado municipal

Celebra-se hoje, 22 de maio, o feriado municipal em Matosinhos. Um dia de grande festa com destaque para as celebrações religiosas na Igreja Paroquial.

A Eucaristia Solene da Festa do Bom Jesus de Matosinhos celebrou-se, pelas 11h00 de hoje, presidida por Dom Pio Alves, Bispo Auxiliar do Porto.

A Presidente da Câmara de Matosinhos, Luísa Salgueiro, marcou presença naquele que é um dos maiores momentos de solenidade e devoção. Ao seu lado estiveram a Presidente da Assembleia Municipal, Palmira Macedo, o Vice-presidente da autarquia, Eduardo Pinheiro, o Presidente da ANCIMA e Vereador da Cultura, Fernando Rocha, os Vereadores António Correia Pinto, José Pedro Rodrigues, Emília Fradinho e Jorge Magalhães, o Presidente da União de Freguesias de Matosinhos e Leça da Palmeira, Pedro Sousa, o Administrador da Matosinhos Habit, Tiago Maia, para além de diversas entidades e personalidades do concelho.

Marcou também presença neste e noutros momentos das festividades do Senhor de Matosinhos uma delegação de Congonhas do Campo, cidade brasileira geminada com Matosinhos, presidida pelo perfeito José de Freitas Cordeiro. Congonhas partilha, de resto, a devoção pelo Bom Jesus de Matosinhos, tendo inclusivamente erigido um santuário em sua honra.

Recorde-se que o Senhor de Matosinhos se realiza 51 dias depois da Páscoa, em redor da Igreja do Bom Jesus de Matosinhos, e um dos dias mais importantes é a terça-feira, dia de feriado municipal.

Fortemente enraizada no povo a devoção ao Senhor de Matosinhos, são muitas as pessoas que querem conhecer ou revisitar aquela que é uma das Igrejas mais bonitas do país. A Igreja paroquial foi, por isso, uma vez mais pequena para acolher as centenas de pessoas que quiseram marcar presença neste que é um dos mais importantes momentos da programação religiosa das Festas do Senhor de Matosinhos.

A devoção ao Senhor de Matosinhos está associada às gentes do mar. A veneração ao Senhor e a sua fama de milagreiro motivam e justificam as mais curiosas e profundas manifestações de fervor religioso do povo de Matosinhos que está habituado a sentir o confronto da terra com o mar.

Mas também os altares floridos da igreja se assumem como um dos ex-libris desta grande romaria nortenha, e uma fonte de curiosidade. A decoração de cada altar é da responsabilidade de um conjunto de zeladores, constituído maioritariamente por mulheres, que voluntariamente se dedicam à criação dos mais diversos e originais arranjos florais que enaltecem ainda mais os altares dos respetivos santos de devoção. Um trabalho notável, que é planeado e organizado por inúmeros voluntários que querem oferecer aos seus santos, por altura das festas, o mais lindo e criativo dos altares.

Uma festa de tradição, de convívio de gerações, de família, que traz sempre uma alegria mágica e especial à cidade de Matosinhos.

Saiba mais:
https://www.facebook.com/CamaraMunicipalMatosinhos/posts/10155478899431845