ACHMG
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
1

Itabira

Região das riquezas

Arte e Cultura

Artesãos e Artistas Plásticos


LOJAS DE ARTESANATO E SOUVENIRES


Artesanato e Beleza
Rua Santa Maria, 13, Penha.
Telefone: 31-3834-0775
Comercialização de souvenires como: bonecas, papel reciclável, quadros, massageadores, compotas, biscuit.

Centro Itabirano de Artesanato
Praça Joaquim Pedro Rosa, 504, Centro.
Telefone: 31-3831-7534
Comercialização de souvenires como: camisetas com ilustrações dos atrativos, caixas em madeira, peças em papel marche, biscuit, bonecas de pano, cordões e colares, panos de prato, sacolas ecobags, bolsas de malha e tecido, almofadas de crochê, toalhas bordadas, licores, estandartes, artesanato em pedra de minério,chinelos decorados, artesanato em palha, artesanato em cobre.

Cota Couto Artesanato
Avenida João Pinheiro, 535, Mercado Municipal, Centro.
Telefone: 31-8634-4177
Comercialização de souvenires como: bolsas, confecções, caixas de palha de bananeira, boneca, palhas de milho, papel artesanal, cerâmica, flores, sacolas recicláveis, flores de retalhos de tecido, balaios.

D’Arte Presentes
Avenida Rio Doce, 380, Areão.
Telefone: 31-3835-1223
Comercialização de souvenires diversificados.

Gerais Artesanato
Rua Esmeralda, 494, Centro.
Telefone: 31-9264-9226
Comercialização de souvenires como: bolsas, artesanato em cerâmica e pedra-sabão, bijouterias, roupas.

Minas Brasil
Rua Dom Prudêncio, 26, Centro.
Telefone: 31-3835-2006
Comercialização de souvenires como: confecções em geral, camisas com estampas de pontos turísticos de Itabira.

Reciclarte
Rua Turmalina, 192, Areão.
Telefones: 31-9868-8816 / 3834-5910
Comercialização de souvenires como: caixas de material reciclável, blocos para anotações, bijuterias em tecido, estátuas de gesso, chaveiros de tecido, artesanato com material reciclável, em geral.

RELAÇÃO DOS ARTESÃOS DE ITABIRA

Vera Lúcia Lorencini Schleweis
Tipo de artesanato: bordado em crochê e embalagens para presente. Bordados em panos de prato, jogos de toalha, puxa-saco, porta papel higiênico, bate-mão, jogo americano, além de potes e embalagens em geral.
Local de comercialização do artesanato: Centro Itabirano de Artesanato, localizado à rua Tiradentes, 504 – Centro, em Itabira, telefone (31) 3831-7534

Aline Gomes Margarida
Tipo de artesanato: brincos, colares, pulseiras, broches e chaveiros. O artesanato é feito em família, pois essa artesã já ensinou a filha a trabalhar com a técnica de montagem das bijouterias.
Local de comercialização do artesanato: Centro Itabirano de Artesanato, localizado à rua Tiradentes, 504 – Centro, em Itabira, telefone (31) 3831-7534

Ana Marília Procópio Fonseca Torres Pires
Tipo de artesanato: costura e borda ponto cruz, bainha, vagonite, crochê e tricô. Dentre os seus trabalhos estão enxovais em geral, desde recém nascido até noiva. Ministracursos de ponto cruz, vagonite, tricô e pedraria.
Local de comercialização do artesanato: Centro Itabirano de Artesanato, localizado à rua Tiradentes, 504 – Centro, em Itabira, telefone (31) 3831-7534

Andréia de Fátima Gomes
Tipo de artesanato: porta recado, imãs para geladeira, potes, noivinhos para topo de bolo, caixas diversas, chaveiros, ponteira para lápis, lembrancinhas, palitos para petisco, quadros infantis e utilitários para casa.
Local de comercialização do artesanato: Centro Itabirano de Artesanato, localizado à rua Tiradentes, 504 – Centro, em Itabira, telefone (31) 3831-7534

Aura Gualberto Pereira
Tipo de artesanato: panos de prato, jogos de banho, bate mão e puxa saco.
Local de comercialização do artesanato: Centro Itabirano de Artesanato, localizado à rua Tiradentes, 504 – Centro, em Itabira, telefone (31) 3831-7534

Maria Cecília Guerra d’Caux
Tipo de artesanato: pintura em madeira e óleo sobre tela. Trabalha com os estilos de pintura do barroco mineiro, bauer e country que utiliza para pintar oratórios, caixas de diversos tipos, porta ovos, porta chá, puxa-saco, porta chave, porta maquiagem, baú, enfeites, porta fralda, quadros infantis. Além desses, Maria Cecília também faz pátina em móveis e pinta telas.
Local de comercialização do artesanato: Centro Itabirano de Artesanato, localizado à rua Tiradentes, 504 – Centro, em Itabira, telefone (31) 3831-7534

Cíntia Aparecida de Oliveira
Tipo de artesanato: sabonetes e bijouterias. Sabonetes em forma de bichinhos, flores, corações e anjos; e bijuterias como brincos, anéis, colares e pulseiras. Os sabonetes podem ser comprados individualmente ou em caixas decorativas.
Local de comercialização do artesanato: Centro Itabirano de Artesanato, localizado à rua Tiradentes, 504 – Centro, em Itabira, telefone (31) 3831-7534

Francisca Expedita da Silva
Tipo de artesanato: objetos em tricô e crochê, bijuterias. Dentre os seus trabalhos estão blusa, saia, vestido, calça, colcha, cortina, tapete, cachecol, bolero, echarpe, touca e chinelo.
Local de comercialização do artesanato: Centro Itabirano de Artesanato, localizado à rua Tiradentes, 504 – Centro, em Itabira, telefone (31) 3831-7534

Greice Aparecida Cruz
Tipo de artesanato: confecção de velas e pintura em cerâmica. Trabalho com velas em parafina e em gel; cofres, porta retratos, potes, enfeites para jardim, porta trecos, porta jóias, fruteiras e utilitários em geral.
Local de comercialização do artesanato: Centro Itabirano de Artesanato, localizado à rua Tiradentes, 504 – Centro, em Itabira, telefone (31) 3831-7534

Helen Lauro
Tipo de artesanato: imãs para geladeira, porta recado, caixas de vários tipos, confecção em bisqüi, de caricaturas de Drummond em pedras de minério, esculturas e pinta o poeta em pedras diversas.
Local de comercialização do artesanato: Centro Itabirano de Artesanato, localizado à rua Tiradentes, 504 – Centro, em Itabira, telefone (31) 3831-7534

Izabela Aparecida Gomes
Tipo de artesanato: objetos de bisqüi. Dentre os seus trabalhos estão caixa para bijuterias, móbiles, carrinhos, bonecos para enfeite e cofres trabalhados em diversas linhas como: country, kids, noivos e meninos.
Local de comercialização do artesanato: Centro Itabirano de Artesanato, localizado à rua Tiradentes, 504 – Centro, em Itabira, telefone (31) 3831-7534

Lucília Wagner Guerra e Maria Aparecida Guerra de Oliveira
Tipo de artesanato: panos de prato com bordados com miniaturas em crochê, blusas customizadas, colares e broches.
Local de comercialização do artesanato: Centro Itabirano de Artesanato, localizado à rua Tiradentes, 504 – Centro, em Itabira, telefone (31) 3831-7534

Luiza Almeida Araújo
Tipo de artesanato: artigos feitos em crochê e pintura. Trabalha com jogos de banho e de cozinha, panos de prato, tapetes emborrachados, porta papel higiênico e forros de mesa.
Local de comercialização do artesanato: Centro Itabirano de Artesanato, localizado à rua Tiradentes, 504 – Centro, em Itabira, telefone (31) 3831-7534

Marlene Aparecida Marques da Silva e Marilena do Carmo Marques Camilo
Tipo de artesanato: crochê, tricô, tear, trabalhos feitos com fitas de cetim, vagonite e crochê de grampo. Dentre os trabalhos confeccionados por elas estão luvas, touca, cachecol, bolero, xale, pelerine, estola, poncho, blusa, body, bolsa, babador, jogos de banho e cama para adultos e bebês.
Local de comercialização do artesanato: Centro Itabirano de Artesanato, localizado à rua Tiradentes, 504 – Centro, em Itabira, telefone (31) 3831-7534

Natalha Silva Almeida
Tipo de artesanato: fazendo crochê, ponto cruz e ponto russo, confecção de bijuterias, produção de brincos, colares, pulseiras e anéis.
Local de comercialização do artesanato: Centro Itabirano de Artesanato, localizado à rua Tiradentes, 504 – Centro, em Itabira, telefone (31) 3831-7534

Nilda Maria Santos Vítor
Tipo de artesanato: trabalha com licores, sabonetes, crochê, tricô, bordados antigos, bijuterias, peças em gesso que ela mesma confecciona e, por fim, algo raro em nossa cidade, restauração de imagens.
Local de comercialização do artesanato: Centro Itabirano de Artesanato, localizado à rua Tiradentes, 504 – Centro, em Itabira, telefone (31) 3831-7534

• RELAÇÃO DOS ARTISTAS PLÁSTICOS DE ITABIRA

José Grimualdo da Silva
Trabalho com cerâmica.
Além da argila, Grimualdo usa também ferro, minério, terra colorida, madeira e osso animal para produzir suas obras. Dentre os trabalhos estão: totens, esculturas, enfeites para decoração, máscaras, peças utilitárias e peças que ele faz sob encomenda.

José Luiz Cordeiro
Trabalho com pintura.
As técnicas que ele utiliza são a pintura em óleo e a acrílica. Dentre os seus trabalhos é perceptível o interesse que tem pelas paisagens marinhas. Além dessas, ele pinta cidades históricas, pessoas e paisagens em geral.

Margarida Assunção
Trabalho com pintura.
A pintura desenvolvida por ela é a primitiva ou arte ingênua – técnica onde predomina a exploração de pequenos detalhes e figuras sem sombras. Quem faz esse tipo de trabalho, pinta apenas com a memória das coisas, as emoções, o coração e, dessa maneira, torna sua pintura pura e sensível, voltada, sobretudo, para os costumes de sua região. Enfim, uma arte espontânea, simples.

Geralda Maria Pinto de Souza
Trabalho com pintura.

Genin
Trabalho com esculturas, caricaturas e cartoons.

José Assunção de Carvalho
Trabalho com pintura.
Em suas obras, o artista que tem a pintura primitiva como estilo, retrata as paisagens da lembrança e da vivência. São milhares de espectadores que assistem ou participam de festas religiosas e folclóricas, ou até mesmo, apenas o cotidiano das pessoas do interior.

José Carlos da Conceição Alves Gregório
Trabalho com pintura e escultura.
Os objetos produzidos por esse artista são os mais variados, indo desde quadros até esculturas em madeira.

Laz Muniz
Trabalho com arte para imprensa, publicidade e literatura.

Maria Antônia de Souza Jácome
Trabalho com pintura.
As técnicas que utiliza são: pintura à óleo e acrílica. Além disso, ela pesquisa o pigmento tirado das terras que encontra na cidade de Itabira e, com ele, produz trabalhos de arte.

Mauro Aparecido da Silva
Trabalho com escultura.
Ele utiliza troncos, raízes e galhos, que foram cortados ou queimados, por outrem, e percebe neles uma pré-forma antes de começar a definí-la.

Pablo Rocha
Trabalho com arte cartazista.

Rafael Santos Fernandez
Trabalho com pintura de paisagens.

Músicos


José Maria Martins Cruz

O itabirano e luthier Zé Cruz, que é como todos o conhecem, nasceu em 03-10-1927. A arte de construir violões e violas surgiu quando ele era adolescente.
Aos 14 anos, quando ainda morava na zona rural de Itabira, fez seu primeiro violão, usando canivete e facão.
O interesse pela fabricação de instrumentos musicais surgiu na década de 70, junto com a época do rock’n roll. Segundo Zé Cruz,
“os jovens da época me procuraram para que eu consertasse as guitarras deles; e foi assim que eu comecei a fazer guitarras”. As peças eram fabricadas, naquela
ocasião, por um funcionário da Vale, e a parte de madeira ficava por conta do marceneiro que diante do novo ofício virou luthier.
Localização: Av. Ipiranga, 707 - B. Amazonas. Itabira.

Coral da Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade
O Coral da Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade, desde sua criação em 1988, sempre procura valorizar o repertório brasileiro trazendo obras tradicionais
do canto coral, composições populares mais recentes e músicas do período colonial. Dentre essas, algumas pertencentes ao acervo da Sociedade Musical Euterpe
Itabirana. Além de músicas que se relacionam com os valores e a cultura de Itabira, incluindo poemas de Drummond e obras de compositores itabiranos.
Localização: Avenida Carlos Drummond de Andrade, 666, Centro.

Luiz Cássio de Alvarenga Martins Cruz
O primeiro trabalho de Luiz Cássio como luthier foi reformando instrumentos musicais. Já o primeiro instrumento fabricado por ele, data-se de 1983, e desde o início
tem seu trabalho reconhecido, inclusive por um dos ícones da música brasileira, Hermeto Pascoal, para quem vendeu o segundo violão que fez. O. A partir de então,
vem pesquisando e trabalhando nessa arte. Seu trabalho embala pessoas no Brasil e no mundo. Luís Cássio já vendeu os violões que fabrica para várias cidades
brasileiras, além de países estrangeiros como os Estados Unidos e a Nova Zelândia.
Localização: Av. Ipiranga, 707 - B. Amazonas. Itabira.

Millor
Além de tocar percussão, Millor também ministra cursos sobre a confecção de instrumentos e a percussão. Destaque para os projetos: Afroê, que teve duração de oito
meses e do qual surgiu o Bloco que tem o mesmo nome; e para o projeto Recreio, que teve como objetivo levar atividade recreativa e cultural para a escola municipal
José Gomes Vieira, no bairro Santa Ruth. O Afroê ainda existe e tem o apoio da Pastoral Afro Brasileira. Os ensaios acontecem toda quarta-feira, às 18h30, no bairro
Gabiroba.

Orquestra Jovem de Violões
A idéia da Orquestra Jovem de Violões surgiu com o jovem Paulo Henrique Pinto Coelho Rodrigues Alves, em 2003, quando ele foi estudar Música na Universidade Federal
de Ouro Preto. Nessa cidade havia uma Orquestra Didática de Violões da UFOP e maravilhado com a iniciativa da universidade o músico resolveu montar uma orquestra em
sua terra natal. Atualmente, a Orquestra Jovem de Violões conta com 20 integrantes entre 13 e 22 anos. Mais do que simplesmente ser uma Orquestra de Violões o
principal objetivo desse projeto é ser um ponto de integração do ser humano, independente de condições sócio-econômicas.

Banda Euterpe
A Banda Euterpe foi criada em 1864 e permanece em atividade na atualidade. Na sede da banda Euterpe há um acervo de diversas partituras escritas a partir do século
XVIII, mas que não são disponibilizadas para visitantes. Em sua fachada há entalhes de instrumentos musicais, em madeira e metal, o que a torna diferente, curiosa e
atraente. Integra o Museu de Território Caminhos Drummondianos com o poema “Criação”. É uma banda atuante, sempre presente nas manifestações festivas de Itabira.

Corporação Musical Santa Cecília de Itabira
A Corporação Musical Santa Cecília de Itabira foi fundada, em 16-10-1919, a partir de um grupo de amigos que se reuniu com o intuito de formar um conjunto musical.
Essa Corporação, desde sua criação, participa da vida social e cultural do município de Itabira e região. Dentre suas participações estão: eventos cívicos da
comunidade, comemorações religiosas, retretas em praças, encontros de bandas e programa de formação de novos músicos, dentre outras.

Sociedade Musical Lira de Fátima
A Sociedade Musical Lira de Fátima foi criada em 1977 e tem por finalidade promover e aprimorar a arte musical, animar bailes, festas e aniversários, ministrar
aulas de canto, instrumentos de sopro, cordas e teclas, divulgar compositores brasileiros. Suas principais apresentações acontecem na Semana Santa, Festa de Nossa
Senhora de Fátima, Corpus Christi, aniversário da cidade e Sete de Setembro.

Grupo de Seresta Luar de Prata
O grupo foi fundado em 1985 e é composto por 30 pessoas, todos com mais de 40 anos de idade. Estas tocam seis instrumentos básicos: violino, violão, saxofone,
cavaquinho, pandeiro e atabaque. O gruo promove animação em bailes, aniversários, festas cívicas e populares e serenatas.

Teatros


Cia Itabirana de Tetro


A Cia Itabirana de Teatro iniciou suas atividades em 1990 e participa, com freqüência, de importantes eventos culturais. Além de sua atuação com peças teatrais, é necessário destacar suas apresentações de poemas de Carlos Drummond de Andrade musicados como importante atrativo cultural da cidade. No ano 2000, por ocasião da comemoração de seu 10° aniversário, a Cia criou o Festival Estudantil de Teatro de Itabira (FETE) que até hoje se configura como um atrativo de Itabira.

Grupo de Teatro da Funcesi

O Grupo de Teatro da Funcesi foi fundado em abril de 2002, com o objetivo de integrar os alunos por meio de uma experiência ligada ao trabalho de educação e arte desenvolvido na Instituição.

O grupo começou se apresentando em eventos promovidos pela Instituição, como abertura de Seminários, Semanas Científicas, Simpósios e nas festas de confraternização de pessoal acadêmico e administrativo.

Suas produções têm revelado um interesse singular pelo exercício profissional interdisciplinar: diretores, atores, educadores, figurinistas, tarefas sempre distribuídas de forma coletiva por seus componentes.