ACHMG
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
1

Januária

Região das histórias

Publicada em: 5 de dezembro de 2018

Januária recebe o II Fórum Estadual de Sustentabilidade nas Cidades Históricas de Minas Gerais


Foi um grande sucesso a realização do II Fórum das Cidades Históricas de Minas Gerais, que aconteceu nos dia 30 de novembro e 1 de dezembro, em Januária, no norte de Minas Gerais

Programado com palestras, debates, minicursos e visitações, o evento tem como objetivo central a preservação e valorização do patrimônio histórico, cultural e ambiental das cidades históricas de Minas Gerais, responsáveis por 70% de todo patrimônio tombando no Estado.

O Fórum é uma parceira da Universidade Federal de Ouro Preto, a Cátedra da UNESCO – Água, Mulheres e Desenvolvimento, e a Associação das Cidades Históricas de Minas Gerais, a Prefeitura de Januária, e apoio da Unimontes, Sociedade Excursionista e Espeleológica, ICMBio, IEPHA, SESC-MG, SEBRAE-MG e foi criado para ser itinerante, passando pelas 30 cidades pertencentes à Associação, enfocando sempre a troca de conhecimento e experiências acerca do potencial turístico, cultural e ambiental de cada cidade e região, patrimônio esse que é único no mundo.

Com todas as palestras lotadas e minicursos, o Fórum abordou ainda as questões sociais relativas às comunidades locais e o fortalecimento do uso do Turismo como elemento agregador e de desenvolvimento econômico de cada município. É importante lembrar que as Cidades Históricas têm um grande potencial turístico e necessita de iniciativas sólidas e permanentes para serem desenvolvidas em parcerias com as instituições de ensino, órgãos governamentais que desenvolvem políticas públicas e a sociedade civil organizada.

Fez parte da programação oficial do Fórum a visita ao Parque Nacional Cavernas do Peruaçu, que está em fase de tombamento pelo UNESCO.

Todos os eventos programados para o II Fórum de Sustentabilidade das Cidades Históricas em Januária foram gratuitos.

Sobre o Fórum

O Fórum Permanente de Sustentabilidade das Cidades Históricas surgiu durante o Festival de Inverno de Ouro Preto de 2018, e contou com as participações de debatedores de importantes setores de atuação na governança e no desenvolvimento das cidades, dentre eles as Secretariais Estaduais de Cultura e das Cidades de Minas Gerais, IPHAN, BNDES, SEBRAE-MG, SESC-MG, Promotoria de Justiça, assim como representantes das Cidades Históricas e da comunidade acadêmica da UFOP. Destaca-se que neste primeiro Fórum foi pronunciado de forma comum por todos os presentes a sua importância quanto a uma ferramenta social para a troca de conhecimentos e proposições de ações para contribuir com a formulação de modelos de governança comprometidos com agendas em prol de Cidades Sustentáveis.

Neste ambiente de valorosas contribuições em prol do desenvolvimento sustentável das Cidades Históricas, compartilhadas por todos os participantes, a criação do Fórum foi compromissada por meio de uma carta manifesto que contempla sobretudo os propósitos deste ambiente participativo e contemporâneo. Essa carta manifesto foi assinada pelas entidades coordenadoras deste Fórum, Associação das Cidades Históricas de Minas Gerais, Pró-reitor de Extensão da UFOP e Cátedra da UNESCO-UFOP: Água, Mulheres e Desenvolvimento.