ACHMG
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
1

São Gonçalo do Rio Abaixo

Região das riquezas

Igreja Matriz de São Gonçalo


A Igreja Matriz de São Gonçalo esta ligada à formação do núcleo urbano a sede do município. Foi construída justamente por estar a antiga capela em local inapropriado, considerando as tendências de urbanização naquele momento (década 1730 ). Apresenta em sua composição um sino atribuído a Ângelo Angeli, ainda não datado, que apresenta frisos sucessivos e inscrições características do império.

Posteriormente, a Matriz passou a se construir em referência religiosa. Não por acaso, seu adro foi escolhido pela comunidade para abrigar o cruzeiro do qual todos se orgulham, além de jardins, coreto e chafariz. Sua amplitude espacial urbana favorece sua utilização pública e religiosa, acentuando a dinâmica cultural que se desenvolveu ao seu redor.

A Igreja Matriz define seus espaços por duas seções de forma retangular: uma correspondente á nave, que se alarga nos flancos da fachada principal pelas torres laterais; e outra, a capela–mor e corredores laterais que dão acesso à sacristia. No interior da igreja, a nave direciona o olhar do fiel ao arco do cruzeiro. Possui o forro da capela-mor em madeira, com pintura em perspectiva ilusionista no estilo rococó, destacando ao centro medalhão representando a Santíssima Trindade. Possui ainda rétabulos em estilo rococó e neoclássico. As esculturas são atribuídas ao entalhador Francisco Vieira Servas e as pinturas atribuídas possivelmente ao Mestre Ataíde.